Livros de Ensaios
UM TETO TODO SEU

Um canto sagrado, independência financeira e uma mente andrógena.

Virginiawoolf_700x300

Virgínia Woolf (1812-1870)

Esta é a premissa de Um Teto todo Seu de Virgínia Woolf sobre mulheres e a escrita de ficção. Seu ensaio escrito no final dos anos 20 depois de palestrar à jovens mulheres, aspirantes a escritoras.

Mas antes de chegar nesta premissa, Virginia Woolf tece uma teia que embora interessante, ficamos a nos perguntar se o livro realmente é sobre a escrita. É preciso muita concentração para não perder o fio da meada da autora pois são divagações um tanto prolixas, complexas, ainda que irônicas e culturalmente enriquecedoras.

Em paralelo a este explicitar de seu processo mental, ela constrói e desconstrói personagens fictícios, atrelados a personagens (autores) reais; antigos e também seus contemporâneos. Suas opiniões e seus modos de escreverem. Mas, sobretudo a relação do mundo literário com o sexo, ou melhor, o gênero dos escritores. Em como o mundo reage a escritores masculinos e femininos, e em como homens e mulheres se comportam como escritores diante do mundo.

Alguns diriam que é um ensaio feminista. Discordo. Independente se Virginia Woolf era feminista ou não, antes de tudo vejo como um livro realista e honesto na busca por tentar descrever o panorama  literário com relação a escritoras do sexo feminino. Mas como a própria Virginia Woolf constatou em suas pesquisas, a história não fornece muitos dados sobre isto. Há um hiato mesmo sobre a figura de escritoras que conseguiram progetar-se no mundo literário.

E o que me leva a não achar que seja um livro feminista é que ela fala sobre a mente andrógena que seria em sua opinião, a mente ideal a se almejar para ser um escritor(a). Uma mente sem sexo, sem gênero.

De lá para cá muita coisa mudou. Mas desconfio que algumas questões sobre mulheres escritoras ainda permanecem mesmo em nossos dias. E isto não é sobre feminismo. É sobre a realidade.

O livro tem muitos pontos a serem explorados por quem almeja enveredar-se na escrita.

Comente via Facebook

Comente via Facebook

About the author

Graduada em Comunicação Social (Rádio e Televisão) com habilitação em roteiro. Paulistana. Gosta de dias nublados, leituras densas, música, cinema, gastronomia, e escrever.

4 Comentários

  1. Chronosfer

    Um texto vertiginoso, ousado e de uma consciência riquíssima. Afinal, quem tem medo de Virgínia Woolf? Cada livro com sua assinatura vale página por página. Denso comentário com bela sugestão. Meu abraço.

    • leiturasdalee

      É meu primeiro contato com a autora embora sempre quisesse lê-la. Realmente ela nos fisga pelo seu talento e com certeza lerei suas outras obras. Obrigada pelo comentário que como sempre, é enriquecedor!! Abraços.

  2. mariel

    Anotadinho pra entrar na fila de leituras

    • leiturasdalee

      Que bom Mariel!! Sempre quis ler Virgínia Woolf. Comecei por este, rs. Achei muito interessante este livro. Abraços.

Deixe um comentário

Arquivos
Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

Seguir modo abstrato
%d blogueiros gostam disto: