Ensaios
PERSONAGENS: A DIFERENÇA ENTRE HERÓI E ANTI-HERÓI.

O HERÓI

No modelo clássico grego, a figura do herói era determinada principalmente por ele ser um semideus. Ou seja, o herói era fruto de uma concepção dada entre deuses e mortais.

Tinha caráter altruísta e heróico. E embora suas motivações para se embrenhar em uma jornada, nem sempre tivessem motivos ditos honrados (poderia ser por uma vingança por exemplo) suas ações eram virtuosas do ponto de vista moral ou do politicamente correto. Se tivesse falhas, por exemplo, estas eram ínfimas.

O herói da mitologia grega, Hércules

statue-414715_1280

Ainda no modelo clássico, tinha-se também a figura do herói trágico. Diferentemente do herói, o herói trágico não é um semideus e sim, um nobre ou descendente de nobre (geralmente). Seu destino final poderia ser a própria morte ou um fim trágico que geralmente foi causado pelos deuses (uma maldição) ou por ele mesmo. A chamada falha do herói. Um exemplo de herói trágico é o do rei Édipo, onde ele mesmo se pune furando os próprios olhos.

A autopunição está ligada com a força de caráter deste tipo de herói que é movido sempre por atos nobres, de sacrifício. Um dos exemplos atuais de herói trágico seria o Dr. Robert Neville (Will Smith) no filme Eu Sou a Lenda.

Na atualidade, os heróis não são semideuses. São os denominados mocinhos que podem pertencer a qualquer classe social porém, sempre serão politicamente corretos. Os heróis no sentido clássico (semideuses) foram denominados na atualidade como super-heróis. Muito encontrados em HQ, por exemplo.

wonder-woman-552109_1920

O ANTI-HERÓI

A figura do anti-herói tem origem na idade média porém, o termo é mais contemporâneo e as características deste personagem também foram se modificando ao longo do tempo.

Um exemplo de anti-herói na literatura clássica é o personagem Macbeth de Shakespeare que apresenta muito mais falhas do que virtudes.

O  ponto principal que configura um anti-heroi é que apesar de seus defeitos ele não é em sua essência um personagem mau, nem do mal. Geralmente são individualistas, solitários, egocêntricos e sem ideais mas podem agir em favor do coletivo também.

e0i3hiaft65p6byon5f1g06uc

Personagem do Capitão Nascimento (Wagner Moura) o anti-heroi no filme brasileiro Tropa de Elite.

Comente via Facebook

Comente via Facebook

About the author

Graduada em Comunicação Social (Rádio e Televisão) com habilitação em roteiro. Paulistana. Gosta de dias nublados, leituras densas, música, cinema, gastronomia, e escrever.

5 Comentários

  1. Barbara M.

    Le, amei esse post! Estou fazendo um trabalho sobre Medéia e Gota D’água, então rolou uma identificação com o conteúdo do post hahahaha

    • leiturasdalee

      Aiii, que legal Bárbara!! Obrigada! Olha só que coincidência, rs! 🙂

Deixe um comentário

Arquivos
Assinar Blog por Email

Digite seu endereço de email para assinar este blog e receber notificações de novas publicações por email.

Seguir modo abstrato
%d blogueiros gostam disto: